Alegra-te — mês de agosto

“O Chamado de São Matheus (The Calling of Saint Mathew)” — Caravaggio, 1600

Amados irmãos e irmãs, paz e alegria!

O mês de agosto é reconhecido pela Igreja como o “mês das vocações”. Por meio de diferentes maneiras, somos levados a refletir sobre o chamado de Deus em nossas vidas. Ele com certeza te chama ou te chamou para algo, mesmo que tenhas te esquecido: “Não fostes vós que me escolhestes, mas eu que vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça” (Jo 15, 16). Que esta publicação possa te interpelar a redescobrir esse caminho.

Deus te abençoe! Boa leitura!

Viver o carisma — Ser sinal de esperança no mundo perdido

“Amados irmãos, escrever esse texto é motivo de grande alegria. É uma nova forma que Deus me dá de poder exercer o ministério da pregação, por Ele concedido. Hoje quero partilhar sobre a graça que é ser sinal de esperança no mundo perdido.

No entanto, antes disso, quero te convidar a refletir onde tens colocado o teu tesouro. O jovem rico, ao encontrar-se com Jesus, de pronto perguntou o que fazer para alcançar a vida eterna. Jesus, por sua vez, o respondeu que deveria seguir os mandamentos, especialmente os que tratam do serviço ao outro, isto é, o sair de si mesmo.

Como você bem conhece a história, o jovem foi para casa triste, pois tinha muitos bens. E aí que inicia nosso papel de ser sinal de esperança. Esse convite também mexe conosco. Não apenas nós conhecemos a Deus ao evangelizar, mas permitimos que cresça em nós a busca pela vida eterna.

Quando me permito doar-me ao outro, reforço no meu coração que o tesouro não é o meu tempo, os meus interesses, mas sim em tornar Deus o Senhor, que muda diariamente a minha história e a direciona à plenitude da alegria.

Neste mês das vocações, te convido a resgatar a vivência do nosso carisma, que é um próprio convite ao outro. Não temos como ser sorriso para nós mesmos. Precisamos espalhá-lo para alguém. Nosso carisma é propriamente convidativo ao outro.

Meu irmão, em Mateus 6, 21 diz que “Onde está o teu tesouro, aí está o teu coração”. É tempo de recomeçar, se neste caminho de semear, nos perdemos do real tesouro. Rasgar o coração para o nosso Senhor e depositá-lo no único local onde podemos realmente descansar, aos pés do Nosso Senhor.

Mas o Senhor nos chama também a ir ao outro. No momento em que vivemos, de busca pelo prazer, conforto, em que a todo momento somos chamados a uma falsa liberdade e alegria, Cristo nos convida a deixar nossas riquezas.

O que em sua vida tem te roubado o caminho da eternidade? Quais são os teus apegos que te impedem de se alegrar nesta caminhada rumo ao Céu? Para sermos verdadeiramente sinal de esperança, não podemos deixar o nosso coração em outro tesouro que não seja Cristo!”

Andressa Maia Falcão

Berith no mundo (Acre)

Paz e alegria! Somos Larissa e Wolgrand, casal consagrado de aliança da comunidade católica Nova Berith, temos duas filhas e moramos atualmente em Rio Branco, no Acre. Aqui estamos engajados na Comunidade Santo Antônio, que faz parte da Paróquia Santa Inês. A Berith serve através de nós sendo presença na Igreja, ou seja, nos colocando à disposição do pároco e do bispo para servir nas necessidades locais. Hoje estamos inseridos na Equipe de Liturgia como comentaristas e leituristas e na Pastoral dos noivos com formações e atendimentos na área de paternidade responsável e Método de Ovulação Billings. Também servimos no Ministério de Comunicação e Setor Família da Nova Berith com reuniões, atendimentos e formações online. É uma grande Graça ser Sorriso de Deus espalhado pelo mundo.

Ensinamentos do Papa

Na liturgia, o mês de agosto iniciou com o trecho do evangelho que narra a multiplicação dos pães. Refletindo sobre ele, o Santo Padre nos lembra que muitos não compreenderam o significado do gesto de Jesus, restringindo-se ao pão material. E nos questiona “Por que buscamos o Senhor? Por que eu busco o Senhor? Quais são as motivações da minha fé, da nossa fé?”

“Temos necessidade de discernir isso, porque entre as tantas tentações que temos na vida, entre as tantas tentações há uma que poderíamos chamar de tentação idolátrica. É aquela que nos leva a buscar a Deus para nosso próprio uso e consumo, para resolver os problemas, para obter, graças a Ele, o que não conseguimos obter sozinhos, por interesse.” — exorta-nos o Santo Padre.

Vem então um segundo questionamento: “Mas, como fazer para purificar a nossa busca por Deus? Como passar de uma fé mágica, que só pensa nas próprias necessidades, para uma fé que agrada a Deus?”.

Responde-nos o Papa: “Não é acrescentar práticas religiosas ou observar especiais preceitos; é acolher Jesus, é acolhê-Lo na vida, é viver uma história de amor com Ele. Será Ele quem purificará a nossa fé. Sozinhos, não somos capazes. Mas o Senhor deseja uma relação de amor conosco: antes das coisas que recebemos e fazemos, existe Ele a ser amado. Existe uma relação com Ele que vai além das lógicas do interesse e do cálculo.”

Rezemos agora à Virgem Santa — disse o Santo Padre ao concluir — Aquela que viveu a mais bela história de amor com Deus, para que nos conceda a graça de nos abrirmos ao encontro com o seu Filho.

Resumo de notícias do mês

Temos muitos motivos para louvar a Deus! Veja o nosso resumo de notícias de agosto e faça um pouco de memória das graças que Deus derramou sobre nós neste mês:

Comunidade Católica Nova Berith. O nosso carisma é ser Sorriso de Deus para o Mundo!

Comunidade Católica Nova Berith. O nosso carisma é ser Sorriso de Deus para o Mundo!